SDR realiza última edição do Diálogos de Ater de 2020

0

Fechando a série de encontros de 2020, o Diálogos de Ater desta quinta-feira (17) trouxe o debate “Ater na visão de Paulo Freire”, com foco no desenvolvimento rural. O evento, transmitido ao vivo pelo Canal SDRBahia, no Youtube, é uma iniciativa da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e da Coordenação de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (Cepex).
“A obra de Paulo Freire é essência da extensão rural, da forma como nós pensamos os diálogos de conhecimentos e uma orientação emancipatória”, destacou o coordenador da Cepex/SDR, José Tosato.
O tema foi apresentado por Danilo Uzêda, doutor em Ciências Sociais e coordenador de Projetos de Inclusão Produtiva, na Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR/SDR). Ele observou que é importante falar sobre esse tema com agentes de assistência técnica e extensão rural (Ater), pelo papel fundamental que exercem na execução dessa política pública: “Sem esse sujeito que atua diretamente com as populações rurais, como poderíamos conhecer essa família, saber seus interesses, desejos, sonhos e dificuldades? Então, preparar o agente de Ater para essa tarefa é uma ação coletiva, dos movimentos, dos governos, das universidades, da sociedade”.

O encontro foi mediado por Ivani Pereira, engenheira agrônoma e coordenadora da Bahiater no Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) do Território Velho Chico.

Os participantes tiveram a oportunidade de debater o tema sobre três aspectos centrais: 1. A atualidade do pensamento de Paulo Freire. A conjuntura das políticas para o campo, as transformações na vida social e a mudança do paradigma de desenvolvimento exigem que retornemos ao pensamento freireano para reavaliar nossas ações com a família rural e seu papel na sociedade; 2. A Ater em perspectiva freireana: a escuta do homem e da mulher do campo para conhecer suas demandas, a posição dialógica e dialética com o saber; e 3. Como deve ser a Ater para garantir a libertação real? Qual o seu papel nos projetos e programas de desenvolvimento rural, e se é possível pensar um modelo dinâmico de Ater.

Para conferir ou rever todo o conteúdo dessa edição do Diálogos de Ater, clique aqui (https://urless.in/VW5Lw)

Encontros semanais

O Díálogos de Ater é uma série de encontros, que acontecem às quintas-feiras, a partir das 16h, voltados para agentes de assistência técnica e extensão rural (Ater), agricultores e agricultoras familiares, organizações e movimentos sociais, terceiro setor, setores públicos municipais e estaduais, estudantes e todos aqueles que desejam conhecer um pouco mais sobre a realidade rural e a agricultura familiar da Bahia.

O objetivo é levar informações sobre temas diversos, relacionados à agricultura familiar, além de ser um processo de formação rápida, dinâmica e interativa, em que os temas possam ir sendo complementados, a cada novo encontro, com foco na alimentação saudável, tanto no consumo quanto na produção rural.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.