Candeias esta entre as 10 cidades com maior numero de infectados da Bahia

0

O governador Rui Costa afirmou nesta quarta-feira, 27, que o número de casos ativos de coronavírus na Bahia se estabilizou nos últimos quatro dias, o que pode ser o início da queda nas contaminações. Os casos ativos, explicou o chefe do Executivo baiano, são as pessoas internadas ou infectadas há menos de 14 dias, com potencial de transmitir a Covid-19.

“É isso que chamamos de platô. Os casos ativos pararam de crescer”, disse o governador, em transmissão nas redes sociais. “ Este é o primeiro passo para começar, em seguida, a descer a curva. Mas (o isolamento) precisa continuar como está nesses quatro dias. Se isso acontecer, a curva vai começar a cair. Significa que a gente vai poder, em breve, ir retomando a normalidade. Mas é preciso manter alguns dias na linha horizontal para começar a cair”, acrescentou.

Para Rui, é possível reafirmar o que dizia desde o primeiro dia do contágio: se fizer um isolamento forte, o resultado aparece imediatamente. “Nesses últimos dias, em que aumentamos o isolamento social, o resultado apareceu imediatamente”, afirmou.

Alerta no interior

O governador reforçou, entretanto, o aumento observado de casos em muitos municípios, ao contrário do que apontam os dados estaduais. Rui mencionou as cidades de Camaçari, Candeias, Jequié, Ipiaú e Feira de Santana. “Das dez cidades com mais casos, hoje Feira de Santana é a que mais nos preocupa. Se continuar assim, vai ter explosão de casos no próximos dia”, disse.

Ponto facultativo

Para buscar a queda no contágio, as repartições públicas estaduais instaladas em Camaçari, Candeias, Feira de Santana, Ilhéus, Ipiaú, Itabuna, Jequié, Lauro de Freitas e Salvador terão ponto facultativo na quinta, 28, e também na sexta-feira, 29. O decreto será publicado na edição de quinta do Diário Oficial do Estado. No setor privado, somente supermercados, farmácias, unidades de saúde, serviços de segurança, serviços funerários, postos de combustíveis, indústrias, bancos e lotéricas poderão funcionar na quinta e sexta.

Transporte interestadual

Em entrevista à Rádio Metrópole, o governador lamentou posicionamento da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) pela manutenção da circulação dos ônibus interestaduais, o que tem prejudicado a estratégia estadual de impedir a circulação de transporte coletivo no interior do estado para barrar a propagação do coronavírus. No total, 225 dos 417 municípios baianos estão com o transporte restrito.

“Durante quase 60 dias, enquanto conseguimos manter ônibus interestaduais sem entrar nas cidades do interior, cerca de 250 municípios não registraram casos do coronavírus. A partir das liminares conseguidas pelas empresas de transporte, em função da posição da ANTT, o vírus começa se espalhar rapidamente. E são empresas, inclusive, que não fazem transporte regular. Elas fazem transporte clandestino camuflado de transporte de turismo e induzem a justiça ao erro”, declarou o governador.

Na ocasião, Rui fez ainda um pedido ao ministro interino da Saúde, o general Eduardo Pazuello. “Eu faço esse apelo ao ministro. Se ele, de fato, quer ajudar o povo brasileiro, que nos ajude a suspender essas autorizações da ANTT para, com isso, impedir que o vírus caminhe para o interior do Brasil e da Bahia. O ministro, que é um general, sabe que não se vence uma batalha com o exército dividido e com cada um atirando para um lado”, disse.

Sobre a disputa judicial contra as empresas de ônibus, o chefe do Executivo baiano lembrou que o Estado precisa recorrer em cada uma das decisões obtidas pelas companhias na Justiça. “O nosso esforço deveria estar voltado para derrotar esse vírus e todos seguindo na mesma direção. É inacreditável a falta de sensibilidade com a saúde pública e a vida humana. Essa forma de atuar do governo federal só tem prolongado a crise”, declarou.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Secured By miniOrange