Acelen transforma resíduos em subprodutos na Refinaria de Mataripe

Por Redação
4 Min

A Refinaria de Mataripe, administrada e operada pela Acelen desde 2021, alcançou uma significativa redução na geração de resíduos industriais, diminuindo em 7.600 toneladas a produção desses materiais no último ano. Esse resultado representa uma queda de 30%, comparado aos dados de 2022, e os resíduos eliminados ou transformados em subprodutos reaproveitáveis geraram uma economia de R$ 2,7 milhões em custos de logística e descarte. Para 2024, a meta estabelecida é uma nova redução de 23%, ou 4.100 toneladas, em relação aos resultados de 2023.

As ações da Acelen estão em sintonia com os objetivos do Dia Mundial da Reciclagem, celebrado em 17 de maio. Instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), essa data visa promover a reflexão sobre a importância do descarte correto dos itens de consumo.

A destinação sustentável dos resíduos na Refinaria de Mataripe se tornou uma solução inovadora ao aproveitar materiais que antes eram descartados ou ficavam acumulados na unidade industrial. Com a gestão da Acelen, essa realidade mudou, promovendo maior circularidade dos materiais.

O Vice-Presidente de Operações da Acelen, Celso Ferreira, comenta que os resultados obtidos são um reflexo do compromisso da empresa com a gestão ambiental desde que assumiu a operação da Refinaria de Mataripe. “As ações de gestão ambiental são orientadas pelo nosso pilar de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, que acelera nosso propósito de participar ativamente da transição energética”, afirma Ferreira.

A Refinaria de Mataripe implementou tanto soluções simples quanto sofisticadas para otimizar a gestão de resíduos. Um exemplo é a aplicação de metodologias ágeis para realizar um balanço completo das fontes de geração e estoques acumulados de resíduos. Essa estratégia possibilitou a eliminação de 96 toneladas de materiais parados por meio de práticas de 5S, uma metodologia que explora cinco sensos para organização no ambiente de trabalho. Além disso, o armazenamento de solo proveniente de dragagem em geobags evitou o transporte de detritos em caminhões para outras regiões, reduzindo ainda mais o impacto ambiental.

Aterro Zero

Em busca de melhoria contínua em seus processos de gestão ambiental, a Refinaria de Mataripe lançou o projeto Aterro Zero, visando reduzir gradativamente o envio de resíduos para aterros sanitários. Em 2023, 60% dos materiais foram enviados para aterros, mas graças às iniciativas do projeto, esse número caiu para 8% em março e para 21% no acumulado do ano. “Sinto grande orgulho no trabalho realizado: apenas no primeiro trimestre, esse número caiu para 8% em março, e para 21% no acumulado do ano”, ressalta Celso Ferreira.

Com essas ações, a Refinaria de Mataripe demonstra seu compromisso com a sustentabilidade e a gestão ambiental eficiente, alinhando-se aos objetivos globais de reciclagem e redução de resíduos. A Acelen continua a trabalhar para criar um ambiente de trabalho mais seguro e ambientalmente correto, contribuindo para a transição energética e a preservação do meio ambiente.

Compartilhe Isso
- Advertisement -