Bahia

Jogadores do Bahia dão valor ao empate com o Sport, mas reclamam da arbitragem

Jogadores do Bahia dão valor ao empate com o Sport, mas reclamam da arbitragem

Foto:Reprodução

Poderia ser melhor, mas o empate em 1×1 diante do Sport, na Ilha do Retiro, no primeiro jogo da final do Nordestão, foi comemorado pelos jogadores do Bahia. Um empate em 0x0 ou triunfo por qualquer placar dá o tricampeonato ao Esquadrão, dia 24, na Fonte Nova.

“Não deixa de ser um bom resultado, mas a gente veio pra vencer. Fizemos tudo o que precisávamos para vencer, só que infelizmente o juiz atrapalhou, anulou um gol legal nosso. Sempre erram contra o Bahia”, afirmou o volante Juninho, referindo-se ao gol marcado por Zé Rafael ainda no primeiro tempo. O juiz Antônio de Souza, do Piauí, entendeu que o volante Renê Júnior estava em posição de impedimento e teria atrapalhado o goleiro Magrão, do Sport.

Além disso, o empate do Sport surgiu de um escanteio mal marcado pelo árbitro, em lance que seria tiro de meta. “Final não é lugar de menino, de principiante. São dois times de Série A. Com todo respeito ao Piauí, não podia ser um árbitro de lá”, reclamou o presidente Marcelo Sant’Ana.

O volante Matheus Sales, que entrou na vaga de Régis, suspenso, festejou a oportunidade oferecida pelo treinador Guto Ferreira. “Acho que fiz uma boa partida. O resultado não foi ruim. Na próxima jogaremos em casa e teremos o apoio do nosso torcedor, com a Fonte Nova lotada”.

Antes de encarar o Sport na próxima quarta-feira, o Bahia jogará pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, domingo, às 11h, contra o Vasco, no Rio de Janeiro. O Esquadrão lidera com três pontos e o Vasco é lanterna, sem pontuar.

Por Ibahia

Click Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

To Top