Salvador
0

PM morto em acidente na orla discutiu com jovem antes de perder controle do veículo

A moça de 18 anos, que teve escoriações leves na perna direita, estava muito abalada logo após o acidente e deixou o local acompanhada dos pais

O soldado da Polícia Militar Luis de Lima Santos Júnior, 32 anos, morreu na madrugada de ontem depois de seu carro sair da pista na Avenida Octávio Magabeira, capotar e bater em pedaços de concreto que estavam na Praia de Placafor. O acidente ocorreu  por volta das 4h30, na orla de Placaford. O carro do policial seguia em direção a Piatã. No Voyage conduzido por Luis, também estava Juliane Santos Figueiredo, 18 anos.

Carro dirigido por Luis Júnior, soldado da PM, sobre escombros de obra: veículo atravessou Avenida Octávio Mangabeira, subiu na calçada, capotou  e depois caiu na areia da praia (Foto: Mauro Akin Nassor)

Carro dirigido por Luis Júnior, soldado da PM, sobre escombros de obra: veículo atravessou Avenida Octávio Mangabeira, subiu na calçada, capotou e depois caiu na areia da praia (Foto: Mauro Akin Nassor)

A moça, que teve escoriações leves na perna direita, estava muito abalada logo após o acidente e deixou o local acompanhada dos pais. Aos agentes da Transalvador, Juliane contou que estava discutindo com Luis quando ele perdeu o controle da direção, cruzou a pista, subiu na calçada e acabou capotando o carro, que caiu sobre blocos de concreto espalhados na areia da praia — restos de uma antiga balaustrada que havia no local.

O lado do veículo no qual estava o policial ficou completamente amassado. O carro parou com as rodas para o ar. Luis estava de folga no momento do acidente e dirigia no sentido Pituba. “Eu estava aqui perto e só ouvi o estrondo, que foi muito forte”, afirmou Edilson Lúcio, porteiro de um condomínio próximo. No carro foram encontrados três copos distribuídos em festas, normalmente utilizados para consumo de bebidas alcoólicas. No entanto, segundo policiais ouvidos pelo CORREIO, não é possível afirmar se Luis havia bebido antes do acidente.

“Ele curtia a vida como um rapaz solteiro. Amava festa. Queria curtir tudo o que podia da vida”, afirmou a prima do policial, a nutricionista Carla Trindade, 29. Segundo a tia do soldado, a aposentada Suely Trindade, 62, Luis costumava beber socialmente. “Ele de vez em quando tomava uma cervejinha, nada demais”, disse ela. A família  não soube dizer onde Luis, morador do bairro de Marechal Rondon, estava indo no momento em que sofreu o acidente. “Isso é o que nós todos estamos tentando entender até agora”, afirmou o pai dele, Luis de Lima Santos.

Por pouco, o acidente não fez mais vítimas. No dia anterior, um grupo de topógrafos trabalhou durante a madrugada fazendo marcações em  Placaford para as obras de requalificação da orla, que abrangem o trecho de Piatã a Itapuã. “Ontem (anteontem), nesse mesmo horário, tinham profissionais trabalhando aqui. Isso poderia ter colocado a vida deles em risco”, afirmou um dos funcionários da empresa responsável pela obra.

Moradores da região reclamam da alta velocidade dos carros na Avenida Octávio Mangabeira. “Essa é uma avenida grande e reta, então o pessoa corre muito. Sempre tem acidente aqui”, afirmou o motoboy Pedro Márcio, 51, que mora na região. Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte de Luis, há quatro anos na corporação e lotado na 22ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Simões Filho). “Ele era um ótimo policial, muito tranquilo”, afirmou  o major Átila do Carmo, comandante da 22ª CIPM. O corpo do policial foi enterrado ontem no Bosque da Paz.
Yne Manuella

Buscas Relacionadas:

  • acidente aqui em salvador
  • acidente com morado de candeia
  • jovem morto ontem em salvador
AVISO: Os comentários exibidos acima não representam a opinião deste site, a responsabilidade é do autor da mensagem. Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Para utilizá-lo, você deve estar logado no Facebook. Comentários anônimos (perfis falsos ou não) ou que firam leis, princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas podem ser excluídos caso haja denúncia ou sejam detectados pelo site.

Tem 0 Comentários

Deixe um Comentário

Que tal expressar sua opnião?
Deixe uma Resposta!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>